quinta-feira, 12 de julho de 2012

O paralítico em Betesda (João 05)


O texto de João capítulo 05, nos mostra Jesus subindo a Jerusalém, e chegando ao tanque chamado Betesda, este estava cercado por uma multidão de enfermos, tendo ali cegos, mancos e ressicados. O texto não diz que eles vinham ali para esperar o movimento das águas, e sim nos diz que eles “jaziam ali”, ou seja, viviam ali, estavam neste lugar apenas vegetando, não tinham mais vida social, não tinham mais contato com seus familiares, sem nenhuma condição digna de vida. O que restava a eles era somente a esperança. Sim, a esperança de ver suas necessidades supridas. Pois um anjo descia em certo tempo e agitava a água e o primeiro que ali descia, depois do movimento da água, sarava de qualquer enfermidade que tivesse. (verso 04).
Esse texto nos remete as ações de Deus em favor de seu povo que estão narradas no Velho Testamento. Como o anjo movimentava as águas do tanque de Betesda de tempos em tempos, assim também o Senhor manifestava o seu Espírito através de um servo seu.
Temos vários exemplos bíblicos onde se usa o termo “o Espírito repousou”, (Num. 11:26). Outros textos usam como “a mão do Senhor veio sobre ele”, conforme II Reis 3:15 e Ezequiel 1:3, Em Isaias 42:1, vemos o Senhor apresentando o seu servo sendo “aquele em pus o meu Espírito”. Vemos claramente uma grande diferença do agir de Deus antes e depois da vinda, morte e ressurreição do Senhor Jesus, sendo:
Velho Testamento: O Espírito de Deus agia sobre o servo de Deus em necessidades pontuais, onde era necessária a intervenção de Deus.
Novo Testamento: O Espírito Santo age NO homem, ou seja, o Espírito Santo habita DENTRO do homem, fazendo ali a sua morada, conforme I Coríntios 3:16, cumprindo assim os desejos de Deus.
O enfermo que jazia ali há trinta e oito anos fazia o seu sacrifício pessoal aguardando ali o mover de Deus sobre sua vida, à sua volta estavam dezenas de pessoas com mais ou menos tempo de espera do que ele. Alguns ainda podiam até ter alguém com saúde para lançá-los na água depois do movimento do anjo, porém o paralítico não podia contar com ninguém que viesse em seu auxílio.
O povo de Israel também aguardava a vinda do Messias, também estavam à espera de alguém que os lançasse para longe do engano do pecado e de suas conseqüências e os remetessem direto para a presença de Deus. O texto que lemos nos mostra que esse dia chegou, Jesus estava e se manifestava entre os homens.
Jesus apresenta ao mundo o seu reino, reino este marcado pela proximidade do homem com Deus, da religação do homem a Deus, o povo que até então precisava de alguém para lançá-los na água para sua purificação agora podem ter em Cristo a resposta para todos os seus problemas. Esse mesmo povo que precisava que o sacerdote entrasse uma vez ao ano no Santo dos Santos para interceder a Deus por eles agora tem em Jesus livre, rápido e irrestrito acesso ao Pai.
O Senhor Jesus no verso 06, pergunta ao paralítico: “Queres ficar são?”, ou seja, esta vida que você tem levado está boa para você? A inércia de suas pernas refletida em sua alma te é confortável?
O até então paralítico, mesmo na presença do Senhor Jesus, o único que poderia curá-lo de todas suas enfermidades tanto física quanto da alma, mesmo que involuntariamente continua com o seu discurso pessimista, ou seja, discurso de pessoa que para tudo depende de um terceiro, tem a necessidade de colocar a culpa de seus fracassos sobre outro. Quantas vezes queridos, temos em nossas “fraquezas” discursos idênticos ao paralítico de Betesda, sempre dizemos que as coisas não acontecem porque não temos com quem contar, não temos ninguém que compre nossas idéias e projetos, por isso estamos “jazendo” há tantos anos esperando um mover diferenciado de Deus.
O Senhor Jesus no verso 08, com autoridade diz somente uma frase: “Levanta-te, toma a tua cama e anda”. E em seguida ele andou.
A transformação na vida do paralítico de Betesda é a mesma que o Senhor Jesus se dispõe a propiciar para a minha e para a sua vida. Aquela vida sem sentido, à espera de um grande milagre, sem ninguém para ajudar acaba aqui. O Projeto de Deus para a você e para mim não é ficar prostrado e sim ter a vida repleta de vitórias.
Esse texto nos leva a refletir sobre vários pontos que mesmo conhecedores do Senhor Jesus e da sua Palavra, ainda continuamos a negligenciar. Vamos levantar alguns deles a seguir.
Quantos de nós queridos, ainda temos a mesma visão do povo de Israel que ainda espera a vinda do Messias. O Senhor Jesus se apresenta a nós através de Sua Palavra, de seu Espírito em nosso dia a dia ou mesmo nos cultos em nossas igrejas, porém, não o vemos, não o sentimos e assim segue nossa vida à espera do Messias, à espera de livramento, à espera de um milagre.
Outro ponto que precisamos tratar são nossas omissões. Vemos o paralítico do texto reclamando com veemência com o Senhor Jesus sobre sua solidão, ele disse que não tinha ninguém que o lançasse às águas. Quantos cegos mancos e ressicados espiritualmente estão e vivem a nossa volta, os vemos todos os dias, de repente até os cumprimentamos em nossos dias super atarefados, mas não fazemos NADA para tirá-los desta situação de opressão, angústia, cegueira e invalidez espiritual. Mesmo nós conhecedores do Senhor Jesus e do seu Poder de curar pouco ou quase nada fazemos, ou quem sabe até transferimos essa responsabilidade para nossos líderes.
O Senhor Jesus quer hoje mudar o nosso discurso de pessoas sem esperança, por um novo discurso, uma nova visão de vida. Precisamos de Visão Espiritual, Visão de Vitória, Visão de bênçãos e de unção para nossas vidas. O Espírito de Deus que agia sobre os seus servos no passado está presente dentro de nós, fazendo de nós Templos do Santo Espírito.
Como a vida daquele homem foi transformada pelo poder do Senhor Jesus, assim também precisamos de renovação espiritual, de vida de comunhão com Deus, vendo, ouvindo e sentindo sua presença.
Saiamos queridos irmãos da posição de mirrados espiritualmente para sermos vitoriosos.

Um comentário:

  1. Parabéns pela iniciativa, assim podemos saber um pouco mais e termos mais entendimento da palavra de DEUS.

    Obrigado!

    ResponderExcluir