segunda-feira, 3 de setembro de 2012

Naamã é curado da lepra (II Reis 05)


Queridos, o que quero compartilhar com vocês hoje é a revelação que o Senhor me deu sobre a minha atual condição perante Ele e creio que muitos amigos/irmãos leitores se incluam nesse perfil.
Lendo II Reis no capítulo 05, vemos a história de Naamã.
Ora Naamã era chefe do exército sírio, homem respeitado, honrado, homem valoroso.
O verso 01 nos diz que através dele o Senhor havia livrado o povo sírio, ou seja, mesmo que inconscientemente Naamã já fora usado por Deus para livramento do seu povo.
Porém com todos os atributos conferidos a ele, o texto conclui dizendo: “Era leproso”.
Amados, quantos de nós temos tantos atributos, nossa família, nossos amigos ou até quem sabe os irmãos comuns de nossa igreja, nos conferem tantos adjetivos, valorizam nossas ações, nossa postura, enfim, nossa maneira de conduzir situações do cotidiano.
Contudo ainda temos nossas lepras, não sei qual a sua lepra, a sua limitação, ou até mesmo o que te distancia das pessoas ou até mesmo de Deus.
Mas quero compartilhar sobre o que Deus me exortou através dessa palavra.
Como homem, tenho procurado ser correto, leal e comprometido com minha família, com a sociedade e com o meu Deus, porém em minha auto-avaliação não me é difícil pontuar minhas lepras, minhas carências e fraquezas pontuais onde existem brechas em que o inimigo de nossas almas pode entrar por esse pequeno espaço e fazer estragos.
Naamã fez o correto, sabedor de suas limitações ele não foi procurar solução para o problema que lhe afligia a alma em suas teorias, sua inteligência ou sua habilidade em administrar batalhas. Ele recorreu ao Homem de Deus, o profeta Eliseu.
Naamã chegando em Israel, o profeta lhe mandou um recado simples dizendo para ele mergulhar 07 vezes no rio Jordão que sua lepra sararia.
Naamã ficou indignado e em seu coração murmurava dizendo que em Damasco havia rios mais bonitos e com águas mais puras do que havia em Israel.
Quantas vezes queridos nós achamos que o que temos é o melhor, é o mais bonito e nos trazem resultados melhores. Mas ao contrário do que vimos e sentimos, o Poder de Deus opera em nossas fraquezas.
O Senhor Deus queria mudar a trajetória de Naamã, mostrando que toda sua capacidade de gerenciamento de crises e guerras não seria suficiente para resolver o problema que lhe atormentava a alma, pois só Deus o criador da alma tem o remédio para curá-la e esse remédio chama-se Jesus Cristo o Filho de Deus que foi morto, ressuscitou e vivo está.
Queremos sempre estar à frente de Deus, fazer as coisas darem certo na marra, na insistência. Usamos nossas próprias armas e invariavelmente somos derrotados.
Deus requer de nós humildade para reconhecer que nada somos sem Ele e o caminho que ele nos sugere é o melhor caminho.
Naamã obedecendo a ordem de Eliseu mergulhou no Jordão 07 vezes e foi curado. O mal que lhe atormentava acabou ali.
Precisamos queridos mergulhar de cabeça nos propósitos de Deus para nossa vida, render a ele obediência e senhorio.
Quando Deus nos manda parar de valorizar o que temos, é porque o que Ele tem é melhor para nós.
Vivemos tanto tempo dando valor ao que temos ao que conquistamos e deixamos Deus para segundo plano. Naamã deixou sua terra e veio a Israel à procura da cura e Deus através de sua infinita bondade e misericórdia lhe deu a cura e de quebra ainda o abençoou com Sua presença. Fazendo de Naamã doravante um servo seu.
Concluindo, quando vemos ao nosso redor rios caudalosos com águas límpidas, nos flertando para um banho, saciando nossa sede e revigorando nossas forças, tomemos muito cuidado em escolher o rio onde está a presença do Abençoador, o rio onde nossos projetos se concretizam e nossas lepras se curam, fazendo-nos adoradores e seguidores do Deus Altíssimo.
Mergulhar na presença de Deus é o melhor caminho para curas e soluções dos problemas que nos aflige alma e coração.